Crédito: 

Jovens reimaginam o século XIX com tecnologias do futuro

Descontração, válvulas e retrofuturismo no encontro brasileiro de steampunk.

|
08 agosto 2017, 3:42pm

Crédito: 

Apesar de pouco conhecido, o steampunk subgênero da ficção científica inspirado na tecnologia do século XIX, em especial o motor a vapor – levou centenas de pessoas de cartolas, chapéus coco, óculos de solda e engrenagens até a Vila de Paranapiacaba, em Santo André, em São Paulo, para a quinta edição da Steamcon, realizada no último fim de semana.

Quem passava pela região talvez acreditava se tratar de nova moda. Raul Cândido, um dos organizadores do evento, porém, rejeita a ideia. Ela ressalta que, mesmo com a pompa das caracterizações do século retrasado reimaginadas, o movimento todo "não é uma tribo urbana". Ele comenta que o subgênero alcançou status de movimento cultural, embora seja menor e menos famoso que seu irmão mais velho, o cyberpunk.

Para ele, da mesma forma que o cyberpunk olhava para o futuro e pensava a nossa relação com a tecnologia de uma forma pessimista, o steampunk faz isso de maneira um pouco mais leve. Segundo ele, a graça é imaginar um passado hipertecnológico com o que se tinha disponível na época. No lugar de transistores e microchips, há computadores movidos a válvula, e por aí vai.

"A pergunta principal do gênero é se de fato estamos em um processo de evolução, pois, embora tenhamos avançado muito tecnologicamente, ainda arrastamos muito preconceito, além de ideias e comportamentos antiquados", observou Cândido.

A despeito da questão filosófica, o clima do evento foi descontraído e o papo principal era as fantasias. Pessoas de diversas idades discutiam onde e como as fizeram enquanto compravam coisas na feirinha e curtiam a programação que teve desde palestra sobre biohacking até lançamento de livros e sessões de autógrafos. Os apetrechos iam de espartilhos e cartolas até escafandros.

Nesta edição o objetivo era entrar para o livro dos recordes como o maior evento steampunk do mundo. A forma de avaliação seria uma foto com todas as pessoas caracterizadas. Na página oficial do postaram no domingo que não foi dessa vez.

Pelo menos rendeu umas foto loca que você confere abaixo:

Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima
Crédito: Caroline Lima