Quantcast
Meu Vizinho Arrebentou Meu Drone Com Uma Espingarda

Incidentes como esse acontecem quando uma tecnologia é colocada como vilã.

O que você está vendo acima é o que acontece quando um drone leva um tiro de espingarda. Ele não explode. Ele não se despedaça em mil partes. Ele é perfurado o suficiente para não poder voar mais, talvez nunca mais.

Foi isso que aconteceu com o drone de um homem em Nova Jersey no último final de semana, quando um cara chamado Russel Percenti atirou. Ontem à noite, eu procurei o piloto (que na verdade vive a alguns minutos de carro da casa) e falei com ele sobre o que aconteceu sob a condição de manter o anonimato já que Percenti pagou fiança e, bem, ele parecia muito muito bravo com o piloto quando tudo aconteceu.

O droneé cheio destes pequenos recortes, nunca vai voar novamente. Crédito: Piloto anônimo

O piloto me contou que ele estava controlando o drone, um DJI Phantom 2 Vision, sobre uma casa que seu amigo estava construindo para um conhecido. Ele já tinha terminado de gravar quando ouviu o barulho do tiro de espingarda vindo de trás de um arbusto (você pode ver os arbustos logo acima da casa em construção na foto abaixo). Infelizmente, o piloto não estava mais filmando quando o drone recebeu o tiro.

ELES GRITAVAM 'TIRE ESSA PORRA DE DRONE DA NOSSA PROPRIEDADE'

"Eu ouvi um tido de espingarda, mas eu não registrei que eles estavam atirando em mim", ele me disse. "Então, eu comecei a me mexer, eu ouvi 'boom, boom, boom,' três tiros muito perto. Eu pensei 'estão atirando em mim, estão atirando no drone'."

O piloto disse que ele tentou trazer o drone de volta, o que provavelmente foi uma péssima ideia porque o tiro seguinte passou de raspão acima da sua cabeça: "Ele atirou de novo, o drone estava vindo na minha direção, eu ouvi o tiro passar por cima da minha cabeça, e foi aí que eu pensei que o drone tinha sido pego," ele disse.

Essas são as imagens que o piloto estava fazendo: os tiros vieram do quintal no topo dessa foto. Crédito: Piloto anônimo

Depois disso, Percenti e uma mulher gritaram com ele de sua propriedade (o piloto afirma que nunca sobrevoou sobre a propriedade de Percenti – as foto que ele me mandou são claramente longe de qualquer lugar perto da casa de Percenti).

"Eles gritavam, 'tire essa porra desse drone da nossa propriedade'", ele disse. "Eu falei a eles 'não está na sua propriedade, nunca esteve. Eu vou ligar para a polícia. Eu estou ligando agora mesmo.'"

A polícia chegou e prendeu Percenti, que foi enquadrado por porte de arma para fins ilícitos e dano criminal. Não se sabe se ele vai enfrentar acusações federais também.

Assim como aquele incidente horrível no começo desse ano quando um adolescente foi atacado por uma mulher que pensou que ele a espionava com um drone, incidentes como esse acontecem quando uma tecnologia é posta como vilã e é incompreendida. Um drone certamente pode ser usado para espionagem, mas olhe bem as fotos que o piloto tirou aqui. Você não consegue ver nenhum detalhe das pessoas no chão.

O piloto disse que acredita que esse cara é o atirador e a mulher que estava com ele. Essa foto recebeu muito zoom. Crédito: Piloto anônimo 

"Eles não entendem que se você quiser espiar, você tem que colocá-lo perto da janela", me disse o piloto. Ele está certo. Mesmo em uma resolução HD e zoom total, é quase impossível ver como uma pessoa parece e é impossível dizer quem é.

O piloto não ficou machucado, mas ele me disse que certamente não está satisfeito com o dato de que seu drone foi o primeiro a ser acertado no céu: "Eu fico pensando, e se a minha filha estivesse comigo? E se esse tiro tivesse sido um pouco mais baixo?"

Tradução: Letícia Naísa